Santorini Header
Home / “O que é Luxo?”, CM entrevista profissionais requintados!

Gosto requintado

CM entrevistou Léo Shehtman, Marina Linhares, David Bastos e Reinaldo Lourenço sobre luxo. Confira suas preferências.

 

 

 

luxo1Léo Shehtman

O que é luxo em termos de arquitetura
e design de interiores?
É fazer tudo que você deseja em uma casa. Ter a possibilidade de
estar em contato com aquilo que gosta e possuir peças muito bem
escolhidas, algumas obras de arte e artigos que só o luxo permite.

 

O que pode ser considerado sinônimo de luxo?
Considero a decoração algo muito pessoal, e não necessariamente
as peças mais caras dão mais sinais de requinte. Para
mim, o que melhor complementa um projeto é aquilo que
toca diretamente no coração, que dialoga melhor com você.
Também penso no funcional, no propósito, então depende
do ambiente que se quer construir. O luxo está em poder ter
aquilo que se gosta.

 

 

 

 

luxo3Marina Linhares

O que é luxo?
Acho que hoje falamos em pequenos prazeres. Prazeres materiais,
estéticos, mas que são muito ligados ao uso. A importância
do belo aliada àquilo que realmente é relevante e gostoso.
Esse é meu jeito de encarar o trabalho, e essa noção talvez seja
o suprassumo do luxo para mim.

 

Qual peça de decoração é sinônimo de luxo?
Pensando em um único exemplo, podemos falar dos 60 anos da
poltrona Mole [do designer Sergio Rodrigues].

 

 

 

 

 

luxo2David Bastos

O que é luxo?
Simplicidade, proporção e principalmente qualidade. Qualidade
estética, do conforto, da fabricação, da montagem, dos materiais.

 

Quais peças de decoração podem ser consideradas luxuosas?
As de boa qualidade de desenho e fabricação. Que transmitam
emoção ao olhar de uma pessoa. Depende também do
cliente, desde que irradiem propósito e sentimento.

 

Na arte utilizada na decoração, o que pode ser considerado requintado?
Resposta difícil, porém adoro fotos e gosto muito de desenhos
– passam boa emoção, dizem dos artistas. Aprecio uma
arte bem ilustrativa e plástica. A foto também traduz bem o
comportamento humano.

 

 

 

 

 

luxo4Reinaldo Lourenço

Para você, que é estilista, como vê o luxo na decoração?
Luxo é sinônimo de conforto e de ter um olhar próprio. Também
é assim na moda. É fazer alguma coisa que é a sua cara,
com qualidade e design.

 

Na roupa, o que é qualidade?
É a construção, a qualidade técnica, o acabamento, o tecido.

 

E na decoração?
A mesma coisa.

 

Você é marinheiro de primeira viagem no design de mobili-
ário, pois acaba de assinar uma coleção para a Breton. Você
levou seu universo fashion para este novo segmento?
Levei. Eu olhei muito para mim mesmo, para as minhas roupas
virarem mobiliário. Transferi a sua geometria para construir
um objeto. Transportei, por exemplo, as stripes das roupas
para a mobília.

 

 

 

 

Por Marcela Millan
Imagens divulgação
Matéria publicada em Revista CM edição 178

 

Faça o download do app CM e tenha acesso à todas as edições!

redacao@editorialmagazine.com.br

Review overview
NO COMMENTS

POST A COMMENT