CM Header
CM Insta Header
Home / O exuberante iluminado Louvre Abu Dhabi

Chuva de luz

Com inspiração na arquitetura árabe tradicional, o Louvre Abu Dhabi enche os olhos de luz e sombras, com projeto do francês Jean Nouvel.

 

 

 

 

Louvre de Abu Dhabi1

“É incomum encontrar um edifício construído no mar; é ainda mais incomum perceber que ele está protegido por um para-sol que cria uma chuva de luz”, descreve Jean Nouvel sobre o Louvre de Abu Dhabi, um complexo com 55 edificações e praças ao ar livre que ficam em boa parte protegidos sob a cúpula, que deixa transpassar os raios de sol.

 

Brincar com os raios do sol, incorporando-os ao projeto para criar ambientes etéreos, nos quais os visitantes são recebidos por uma chuva de luz, foi uma das ousadias do Louvre das Arábias. Com 97 mil m² de área construída na ilha artificial de Saadiyat, ao lado de Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos), é fruto de uma cooperação cultural assinada em 2007 junto à França.

 

“O projeto deseja criar um mundo acolhedor, combinando serenamente luz e sombra, reflexão e calma. Deseja pertencer a um país, à sua história, à sua geografia, sem se tornar uma tradução plana, o pleonasmo que resulta em tédio e convenção”, assinala Jean Nouvel, arquiteto ultrapremiado à frente do projeto. Considerado um museu-cidade, tem 55 construções individuais que se dividem para abrigar 23 galerias (que somam cerca de 8.600 m² e 600 obras de arte), espaços expositivos, um auditório de 420 m² e 250 assentos, restaurante, café e até um museu destinado aos pequenos, com 200 m². Foram dez anos entre sua fase de concepção e inauguração e, antes mesmo de concluído, o Louvre Abu Dhabi já contava com dois prêmios: o Identity Design Award, em 2015, e o European Steel Design Award, em 2017.

 

Louvre de Abu Dhabi3

Detalhes da estrutura da cúpula, que ao todo pesa 7.500 toneladas. São oito camadas de aço e alumínio, todas perfuradas com formas geométricas de diversos tamanhos – sendo que a maior tem 13 m de diâmetro –, e duas de sustentação. Seu ponto mais alto fica 40 m acima do mar. Interiormente, são 29 m acima nível do piso.

 

Louvre de Abu Dhabi2

Com 180 m de diâmetro, a cúpula é elemento de destaque do projeto. Conta com 7.850 aberturas geométricas de diversas formas e ângulos, que filtram a luz natural, banhando as galerias do museu de forma diferente conforme o passar do dia.

 

A arquitetura tradicional árabe inspirou Jean Nouvel, que a traduziu para a contemporaneidade. Como exemplo, o elemento arquitetônico mais marcante do Louvre, a sua cúpula, evoca a forma como a luz atravessa as folhas das palmeiras sobrepostas, muito utilizadas em telhados da região. Com 180 m de diâmetro e 29 m de altura, ela é sustentada por quatro pilares. É composta por oito camadas: as quatro exteriores são de aço inoxidável, enquanto as internas são de alumínio, separadas por uma armação de aço. Toda essa estrutura demorou 10 meses para ser construída, contando com 85 elementos de cerca de 50 toneladas cada.

 

Louvre de Abu Dhabi4

Sob o “teto estrelado”, as construções baixas e brancas foram inspiradas na arquitetura da região. Elas possuem estrutura sólida de concreto pré-moldado para suportar as ondas da água que as rodeia, criando espelhos d’água dentre os respiros das edificações.

 

facade Galleries

O museu-cidade soma 55 construções individuais que se dividem para abrigar 23 galerias. No total são 97 mil m² de área construída.

 

Louvre de Abu Dhabi6

O museu conta com entradas para pedestres, mas também é servido por alguns portos, para quem desejar acessa-lo de barco. O Louvre conta com 8.600 m² de galerias. Com um auditório, museu para as crianças, cafeteria, restaurante e área administrativa, soma 97 mil m² de área construída. Paisagismo de Michel Desvigne.

 

O padrão perfurado da cúpula foi feito em parceria com os engenheiros da BuroHappold Engineering. São aberturas de diversos tamanhos e ângulos que se repetem em todas as camadas, fazendo com que a luz se disperse. A impressão é de observar o sol sob a água! Apelidado de “chuva de luz”, esse efeito se traduz em 7.850 ‘estrelas’ perfuradas.

 

A fachada, por sua vez, é constituída por cerca de 4 mil painéis de concreto pré-fabricado de alto desempenho (UHPC), com 4 m de altura e cerca de 10 toneladas – tudo para suportar a água que rodeia o museu, que pode ser acessado a pé (por passarelas) ou de barco.

 

Além de visualmente impactante, parecendo flutuar sobre as águas, o Louvre Abu Dhabi é pensado para ter pouco impacto ambiental. “Os sistemas de energia solar passiva naturalmente aumentam o resfriamento dos edifícios e otimizam o uso da água. São exemplos disso o efeito de sombreamento da cúpula, sua perfuração para permitir a entrada de luz do dia, além do uso de materiais claros e reflexivos e massa térmica exposta, como o piso de pedra que se beneficia do resfriamento noturno”, finaliza o arquiteto.

 

Louvre de Abu Dhabi7

Seu restaurante, composto por compartimentos modulares, conta com painéis em Corian com muxarabis. Todo mobiliário também foi desenhado por Jean Nouvel. As mesas VIP contam com candelabros feitos sob medida.

 

Louvre de Abu Dhabi8

A cúpula resguarda as áreas do museu, que são fluidas e sem barreiras.

 

 

 

 

Por Marcela Millan
Imagens Ateliers Jean Nouvel, Marc Domage, Mohamed Somji, Roand Albe e Sarah Al Agroobi
Matéria publicada em Anuário CM edição 20.

Faça o download do app CM e tenha acesso à todas as edições!

Review overview
NO COMMENTS

POST A COMMENT