CM Insta Header
CM Header
Home / Arquitetura modernista recebe intervenções pontuais para abrigar galeria de arte, com restauração do Piratininga Arquitetos

Histórico

Projeto modernista de Rino Levi é restaurado para abrigar galeria de arte.

 

 

 

 

“As intervenções foram pontuais e precisas, feitas para viabilizar um programa que é cultural e ligado às artes”.

Piratininga Arquitetos

 

Piratininga1

A arquitetura e o paisagismo conversam intimamente neste projeto, feito de cheios e vazios. No antigo living, que hoje dá lugar a uma sala expositiva, as portas envidraçadas de correr conectam todo o espaço com os jardins laterais. As esquadrias de ferro são originais e foram recuperadas. Para flexibilidade de cenários de iluminação, trilhos eletrificados foram instalados no teto, para suportar novas luminárias.

 

A residência situada em um terreno de 971 m², em São Paulo, já tinha muita personalidade: com arquitetura modernista de Rino Levi  e paisagismo com possível consultoria de Roberto Burle Marx , foi construída na década de 1950 e é hoje um patrimônio tombado. Por isso, não podia sofrer alterações estruturais, mas foi totalmente revitalizada para receber a Luciana Brito Galeria. “As intervenções foram pontuais e precisas para adequar a casa ao novo uso”, dizem os arquitetos do escritório Piratininga. Agora aberta ao público, com 483 m² restaurados, a residência Castor Delgado Perez ainda recebeu um anexo de 95 m², onde ficava uma edícula que não era tombada. “O primeiro desafio foi o estudo do projeto original, com objetivo de identificação de conceitos e sistemas propostos a serem recuperados ou fortalecidos. A prospecção de cores, busca de reposição de revestimentos e reconstrução de elementos danificados – como os delicados elementos vazados – dirigiram nosso trabalho”, ressalta José Armênio de Brito Cruz, responsável pelo projeto.

 

 

Piratininga2

O paisagismo foi cuidadosamente estudado para ser refeito. “Temos a presença de algumas espécies de plantas perenes e de porte maior, que Burle Marx valorizava”, explicam. A recuperação ficou nas mãos de Koiti Mori e Klara Kaiser, que trabalharam no escritório de Marx, além de André Paoliello. Os elementos vazados de concreto funcionam como uma pérgola que protege toda a área verde. O delicado trabalho pingente é do artista Héctor Zamora.

 

Piratininga3

A nova construção para expor peças de maior porte recebeu fechamento com placas cimentícias e piso de concreto polido. As portas basculantes do tipo marquise são de alumínio. A iluminação natural foi ressaltada pela implantação de janelas ao longo de toda a parte superior do bloco.

 

Piratininga4

O novo espaço se abre para a casa original, conversando com sua estrutura. Com pé-direito alto, de 5,25 m, recebeu telhas de aço.

 

Piratininga5

A escadaria com um rasgo leva para o volume cego que, antes, abrigava os dormitórios de empregados, sobre a garagem. Hoje é um escritório. O pátio acolhe um despojado lounge, com piso de concreto polido.

 

Piratininga6

As cores das pastilhas de vidro foram recuperadas – havia uma reserva de materiais para restauro, feito com a retirada dos trechos danificados, preparação das superfícies e aplicação do material de revestimento de substituição. Os trilhos eletrificados suportam as novas luminárias.

 

 

 

 

Por  Marcela Millan
Imagens André Scarpa e Romulo Fialdini
Matéria publicada em Anuário CM edição 20.

Faça o download do app CM e tenha acesso à todas as edições!

Review overview
NO COMMENTS

POST A COMMENT