CM Header
CM Insta Header
Home / Aproveitando uma estrutura já existente, novo Sesc 24 de Maio valoriza o centro de São Paulo

Revitalizado!

 

 

 

Sesc 24 de Maio 2

Os amplos fechamentos de vidro, sustentados por uma intrincada estrutura metálica, permitem a entrada de luz natural mesmo estando tão próximo ao anexo vizinho.

 

Espaços de convivência e de exposições, teatro, biblioteca, clínica odontológica, áreas para prática de atividades físico-esportivas, piscinas – esses são alguns dos atrativos do novo Sesc 24 de Maio, que ocupa um terreno de  2.243 m² onde antigamente funcionava a loja de departamentos Mesbla, no centro de São Paulo. Com 27.905 m² de área construída, o novo centro cultural, esportivo e de saúde tem projeto assinado pelo escritório de Paulo Mendes da Rocha em parceria com o MMBB Arquitetos e se divide em dois edifícios – o primeiro aproveita a estrutura original da loja e conta com subsolo, térreo e mais treze pavimentos, abrigando todas as atividades voltadas para o público em geral. O anexo, por sua vez, foi construído do zero (no lugar havia um pequeno edifício, adquirido pelo Sesc a pedido de Paulo Mendes), pensado para as áreas técnicas e de apoio, contando com dois subsolos, térreo e 19 pavimentos. Ele ainda abriga os banheiros para o público, integrados na extremidade das rampas.

 

Sesc 24 de Maio 1

Aproveitando o edifício já existente de 1970, que abrigava uma loja de departamentos, o Sesc 24 de Maio tem as rampas de concreto como protagonistas. Elas conectam todos os andares do complexo, funcionando como uma extensão das ruas da cidade.

 

Sesc 24 de Maio 3

a piscina a céu aberto tem 625 m² e brinda a todos com a vista do centro, sendo sustentada por quatro pilares principais, que vão até o nível do teatro. No solário, o piso é de arenito, para não escorregar, enquanto o guarda-corpo é de vidro.

 

“O acesso à torre principal se dá por cinco elevadores, rampas e escadas. A praça, como é chamado o térreo, é uma extensão da própria rua, formando uma passagem muito comum com as galerias presentes no centro”, expõem os profissionais. Dialogando com a cidade e com seu entorno, o complexo é composto por perfis de vidro sustentados por estruturas de ferro, que formam um desenho geométrico e emolduram a vista. Interligados por rampas com inclinações diversas, seguindo a arquitetura original do espaço, os pavimentos do edifício principal convidam o público a caminhar por toda a estrutura, que conta com quatro pilares erguidos em suas extremidades e que atravessam todos os andares, o que possibilitou a abertura de grandes áreas livres. Elevadores foram instalados, pensando na acessibilidade.

 

Sesc 24 de Maio 4

Abaixo da piscina, Paulo Mendes da Rocha previu um amplo espaço aberto e cercado por espelhos d’água – assim, a água que por ventura escorrer da piscina pode ser reaproveitada nessa instalação, chamada de Jardim da Piscina. Funciona como uma espécie de prainha, onde os usuários podem molhar os pés – especialmente as crianças.

 

Sesc 24 de Maio 5

A escadaria segue a mesma linguagem das rampas – é ampla, larga e de concreto, para tornar a circulação fluida. Esta conduz ao subsolo, onde está o teatro. Em destaque, uma das obras que fazem parte do acervo: a escultura Ponto Final, de Elisa Bracher, feita em aço e sustentada por cabos.

 

Sesc 24 de Maio 6

Todo mobiliário foi desenhado por Paulo Mendes da Rocha, como essas cadeiras executadas em chapa metálica.

 

No subsolo, um teatro foi criado para uso independente. Na extremidade superior do edifício, a cobertura recebeu um dos maiores destaques do próprio centro da cidade: uma piscina de 625 m², com vista para a metrópole. Está previsto que, em média, cerca de 200 mil pessoas passem mensalmente pelo local. Uma ótima forma de trazer vida e cultura para o centro da cidade!

 

Sesc 24 de Maio 7

O Jardim da Piscina é utilizado, também, como área de recreação infantil. O espelho d’água tem cerca de 15 cm de água e ocupa duas laterais do edifício.

 

Sesc 24 de Maio 8

Na parte central do edifício original havia um grande vazio central, de 14 x14 m, uma área considerável de cerca de 200 m², que Paulo Mendes aproveitou para fazer uma série de transformações espaciais, para cumprir o programa do Sesc. Aqui, um dos espaços desportivos do Sesc, que tem estimativa para receber um público diário de 5 mil pessoas.

 

 

 

 

 

 

Por Marcela Millan
Imagens  CPA Sesc, Mateus José Maria e Pablo Mauso
Matéria publicada em CM 181.

 

Faça o download do app CM e tenha acesso à todas as edições!

Review overview
NO COMMENTS

POST A COMMENT