CM Insta Header
CM Header
Home / Accor propõe o Desafio Mundial de Projeto, procurando encontrar soluções para um quarto adaptável e multifuncional

Metamorfo!

Alunas brasileiras vencem concurso de rede hoteleira, propondo um quarto que pode ser estúdio, espaço para happy hour ou coworking.

 

 

 

 

Um quarto não precisa ser apenas um quarto. Ou, ao menos, essa é a visão de boa parte dos empreendimentos do ramo de hotelaria, que a cada dia buscam mais versatilidade para seus espaços, que devem agradar e acomodar a todos, suprindo suas necessidades. Com isso em mente, a Accor lançou o Desafio Mundial de Projeto, com o objetivo de encontrar uma solução para um quarto adaptável e multifuncional, que lhes desse uma nova perspectiva de negócios, clientes e serviços oferecidos.

 

Camila Martin e Cibele Rocha, alunas do bacharelado em arquitetura e urbanismo do Centro Universitário Senac, em São Paulo, entenderam bem a proposta e foram as vencedoras, propondo um quarto que pode se transformar em estúdio, espaço de coworking ou até em um descolado ambiente para happy hour. “O projeto foi muito bem desenhado e detalhado, com imagens que o ilustraram adequadamente, por meio de maquete eletrônica e renderizações, seguindo a proposta pedagógica aplicada em sala de aula, onde, a todo momento, os alunos precisam apresentar e defender seus projetos, nas mais diversas escalas de intervenção”, explica Valéria Cássia dos Santos Fialho, professora da dupla.

 

A principal solução oferecida por elas está focada no mobiliário, que seguiu conceitos de flexibilidade e modularidade, fáceis de serem desenvolvidos em grande escala e de forma universal. A cama e a mesa (que ainda têm a alternativa de mudar de tamanho, dependendo das necessidades do cliente) podem ser embutidas na parede, por exemplo, desocupando boa parte da área, que consegue então até se tornar um estúdio de fotografia. Tudo pensado para se adaptar ao máximo, unindo-se ainda a uma estética industrial e contemporânea, com muita madeira, para aquecer, e tinta de lousa em uma das paredes, instigando a criatividade e, mais uma vez, a possibilidade de mudanças no cenário.

 

Projeto1

 

 

Rumo ao 1º lugar

Foram 22 instituições de ensino convidadas a participar da competição – de lugares como Alemanha, Austrália, Brasil, Espanha, França, Itália, Rússia, Singapura, Suíça e Turquia –, com equipes de até três alunos e sem limite de envios de projeto na primeira fase. A partir daí, dez trabalhos foram selecionados como finalistas, recebendo um prêmio de 1,5 mil euros cada (cerca de R$ 6 mil). Essas equipes ainda puderam apresentar seus trabalhos pessoalmente, na sede da Accor, em Paris, para um júri composto por arquitetos, gestores e diretores do grupo hoteleiro – momento em que Camila e Cibele, comemorando a vitória, contam que a experiência adquirida na universidade foi essencial para elaborar um discurso objetivo, que exaltasse os diferenciais de seu projeto. Um caminho de sucesso!

 

Projeto2

 

Projeto3

 

Projeto4

 

 

 

 

 

Por Marcela Millan
Imagens Divulgação
Matéria publicada em CM 181.

 

Faça o download do app CM e tenha acesso à todas as edições!

Review overview
NO COMMENTS

POST A COMMENT